PROFESSORES

 

INÊS ANDRADE, piano e directora artística
EDOARDO CARPENEDO, piano
ERICA CARPENEDO, violino
JOHN XIA, violino
YONI BATTAT, viola
GRACIE KEITH, violoncelo
SAMUEL MARQUES, clarinete
MARGARIDA QUÍTALO, flauta
LUIZA DEDISIN, voz
DIOGO ANDRADE, guitarra
MARIO PAGOTTO, composição


INÊS ANDRADE, piano

Ines.jpg

Inês Andrade apresenta-se regularmente em recital nos Estados Unidos da América e em Portugal, contando com atuações em Espanha, França, Suíça, Itália e Cabo Verde. Já foi ouvida em espaços como o Weill Hall do Carnegie Hall, Boston Conservatory Theater, Frederick Loewe Theater, Centro Cultural de Belém e Alexander Girardi Hall. 
Apresentou-se a solo com a NYU Symphony Orchestra, Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Orquestra Sinfónica da ESML, Orquestra Artquest e Orquestra do Conservatório Nacional. Premiada no Prémio Jovens Músicos 2011, em duo com a violinista Tamila Kharambura, é também fundadora do Duo Pianíssimo e do ensemble Virtuoso Soloists, com quem gravou um CD que foi lançado em 2017 pela editora MEP Italia.
Estudou na Escola Superior de Música de Lisboa, onde concluiu a Licenciatura em Música e o Mestrado em Performance e Ensino, na classe do professor Miguel Henriques. Prosseguiu os seus estudos na New York University, onde realizou um Mestrado em Piano Performance e foi professora de piano adjunta. Frequenta atualmente o programa de Doutoramento em Artes Musicais na Boston University, orientado pelo pianista Pavel Nersessian, e é professora assistente na mesma instituição. Foi recentemente distinguida pela BU Women's Council. 
www.inesandradepiano.com


EDOARDO CARPENEDO, piano

EdoardoCarpenedo.jpg

Edoardo Carpenedo tem cativado a sua audiência com uma "forte técnica, doce cantabile e grande sensibilidade" (Charleston City Paper). Depois de ter ganho a "Coppa Pianisti d'Italia" e o "Trofeu Febo Villani", entre outros concursos, Edoardo tem apresentado recitais na Europa e Estados Unidos, em espaços como o Weill Recital Hall do Carnegie Hall, Lincoln Center, The Greene Space at WNYC & WQXR e DePaul University’s Concert Hall. Foi também artista convidado para o Spoleto Festival USA e UNICEF Itália. Aos 18 anos, completou o diploma do Conservatório Nacional de Trieste, com a classificação máxima e foi convidado a realizar um Artist Certificate no College of Charleston (Carolina do Sul). Prosseguiu os seus estudos na New York University, onde concluiu o Mestrado em Música como aluno do pianista Jeffrey Swann e é atualmente aluno de Doutoramento em Piano Performance na Boston University, na classe do professor Pavel Nersessian. Nos últimos anos tem também estudado com Riccardo Risaliti, Bruno Mezzena e Enrique Graf.
Dedicado ao ensino, foi professor adjunto na New York University de 2011 a 2013. Atualmente é professor assistente na Boston University, nos departamentos de Piano e Teoria da Música. É o fundador e diretor artístico do ensemble Virtuoso Soloists.
www.edoardocarpenedo.com


ERICA CARPENEDO, violino

A violinista italiana Erica Carpenedo apresenta-se regularmente em concerto na Europa, Estados Unidos da América e Ásia, tendo atuado em espaços como o Auditório Parco della Musica em Roma, o Orchestra Hall do Chicago Symphony Center e o Esplanade Concert Hall em Singapura. Como solista, apresentou-se com a RGS Orchestra of Singapore, a College of Charleston Symphony Orchestra, a Camerata Strumentale Italiana, a Orchestra Sinfonica del Conservatorio Giuseppe Tartini di Trieste, a Orchestra Sinfonica del Veneto Orientale, e a Piccola Orchestra Veneta. Integrada em grupos de câmara e orquestras, partilhou o palco com artistas de renome internacional como Maxim Vengerov, Janine Jansen, Gidon Kremer, Igudesman & Joo e 2Cellos e trabalhou com os maestros Riccardo Muti e Daniel Oren, entre outros. Erica formou-se no Conservatório Giuseppe Tartini di Trieste e na Universidade DePaul, em Chicago, tendo estudado com os professores Ilya Kaler, Lee-Chin Siow, Igor Volochine, Pavel Vernikov, Olexsandr Semchuk e Caterina Carlini. Foi laureada no concurso MTNA, no Concurso Internacional Premio Città di Padova, no Concurso Nacional Dino Caravita - Città di Fusignano e no Concurso Citta 'di Schio. Foi também a recipiente do prémio Julian Hayes e Clifford Milton de Excelência em Cordas, e da bolsa de estudos Anne Marie Bollo Rambaud e Enrico Segattini. 
Combinando o seu interesse pela música clássica com outros géneros musicais, dança e canto, apresenta-se regularmente com as mais importantes bandas de Chicago e grupos de Jazz Latino, colabora com artistas pop e é membro do CoverGirls Violin Show. Erica Carpenedo é professora de violino e música de câmara na Merit School of Music em Chicago.


JOHN XIA, violino

John Xia Photo.JPG

Natural da China, John Xia começou a estudar violino aos 9 anos. É diplomado pelo Peabody Conservatory, onde terminou a Licenciatura (Magna Cum Laude) e o Mestrado em Música e foi o recipiente do prémio JC van Hulsteyn de violino, estudando com Herbert Greenberg, concertino da Orquestra Sinfónica de Baltimore. Em 2011, completou o Doutoramento em Artes Musicais na Michigan State University sob a tutela de Dmitri Berlinsky, vencedor do Concurso Internacional de Violino “Prémio Paganini”.
Como músico de câmara, John atuou com Yo-Yo Ma e músicos da Chicago Symphony Orchestra para a Symphony Center Presents Series. Integra o grupo "International Chamber Soloists", com quem já se apresentou em dez estados diferentes nos Estados Unidos da América. É também membro do Peninsula String Quartet, em Chicago. Com uma vasta experiência como músico de orquestra, John atuou como concertino da Civic Orchestra of Chicago, da MSU Symphony Orchestra e da Ad Libitum Chamber Orchestra e colaborou com alguns dos mais conceituados maestros, como Riccardo Muti, Michael Tilson Thomas, Jaap van Zweden, Sir Mark Elder e Cliff Colnot. Integrou também o Chicago Opera Theatre, a South Bend Symphony, a Lansing Symphony e a Baltimore Chamber Orchestra e apresentou-se em alguns dos palcos mais famosos do mundo, incluindo o Carnegie Hall, o Alice Tully Hall, o Kennedy Center, o Chicago Symphony Center e o Harris Theatre. John é professor de violino e música de câmara na Merit School of Music em Chicago.
 


YONI AVI BATTAT, viola

Yoni1.jpg

Yoni Avi Battat exerce a sua atividade enquanto violetista, professor de música e engenheiro de gravações em Boston, EUA. Sendo um músico ativo na área da música de câmara, tem colaborado com vários grupos em atividades que incluem aulas e masterclasses com membros dos Quartetos de Cordas Emerson, Lydian, Pacifica, Muir, Chiara, Borromeo, entre outros.
Além da música de câmara, Yoni tem colaborado com a Orquestra da Boston University e a Brandeis Symphony, enquanto Violetista Principal, e ainda com a Boston Philharmonic Orchestra, Boston String Players e a New York Youth Symphony. Promotor da música do século XXI, colabora regularmente com compositores contemporâneos no desenvolvimento, estreia e gravação de novas obras. Fora do âmbito da música clássica, explora tradições musicais não-ocidentais, tais como a música Klezmer e do Médio Oriente.
Yoni tem uma numerosa classe de alunos durante o ano e é convidado regularmente a lecionar em festivais como o Elm City ChamberFest e o BIMA Summer Music Institute. Concluiu a sua Licenciatura na Brandeis University e o seu Mestrado na Boston University, tendo estudado viola com Karen Ritscher, Mary Ruth Ray e Mark Berger. 
www.yonibattat.com


GRACIE KEITH, violoncelo

Gracie.jpg

Gracie Keith começou a estudar violoncelo aos cinco anos e, desde então, tem-se apresentado um pouco por todo o mundo. Enquanto aluna de Licenciatura em Música na Baylor University, Gracie foi membro da Waco Symphony e lecionou na Central Texas String Academy. Desde que se mudou para Boston, completou o Mestrado em Música na Boston University, onde se encontra a terminar o programa de Doutoramento em Arts Musicais.
Recentemente, foi artista convidada no Garth Newel Music Center, solista da New England Repertory Orchestra, artista em residência na Dedham School of Music e convidada para a série de concertos Keyword Initiative, promovida pela Boston University. É membro do Trio Klaritas e do ensemble Virtuoso Soloists of New York.
Gracie está profundamente grata pelos professores com quem trabalhou nas escolas públicas de Houston, no Texas, que lhe incutiram uma verdadeira paixão pela música. Assim sendo, defende e promove um acesso à educação musical de qualidade. Para além da sua carreira como solista, dedica-se ao ensino da música e do violoncelo em particular, sendo professora no grupo de escolas públicas de Brookline, em Massachussets e professora assistente na Boston University. 


SAMUEL MARQUES, clarinete

Samuel Marques, clarinetista, estudou com Nelson Aguiar (Conservatório de Música de Aveiro), António Saiote (ESMAE – Porto), Stanley Drucker e Pascual Martínez-Forteza (New York University, Steinhardt School). Nesta última instituição foi Professor Adjunto de Clarinete. Samuel foi galardoado com vários prémios em concursos de clarinete e música de câmara na Europa, Estados Unidos, Peru e Bósnia e Herzegovina. Desde 2013, Samuel foi selecionado para a National Repertory Orchestra (EUA), Castleton Festival Orchestra (EUA), World Peace Orchestra (EUA), New York Youth Symphony (EUA), Atlantic Music Festival (EUA), Neue Philharmonie München (Alemanha), Internationale Junge Orchesterakademie (Alemanha), entre outros. Em 2017 foi galardoado com o 1º Prémio no VII Concurso Nacional de Jovens Clarinetistas da Associação Portuguesa do Clarinete, 2º Prémio no Concurso de Clarinete do 1º Festival de Clarinete do Algarve e 1º Prémio no IMKA Grand Prix Concert Competition. Foi convidado a participar no Alexander Arutiunian International Wind Festival (Arménia). Samuel colabora regularmente como músico convidado com a Orquestra Gulbenkian, o Remix Ensemble Casa da Música e a Orquestra Filarmónica Portuguesa, e como músico efetivo na Orquestra da Costa Atlântica, Orquestra “Ópera no Património” e Orquestra do Atlântico. Tem colaborado com nomes como Joyce DiDonato, Maria João Pires, Arcadi Volodos, Waltraud Meier, Mário Laginha, Quarteto Vintage. É docente de Clarinete no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, Academia de Música do Clube de Albergaria (Albergaria-a-Velha) e Escola MúsicAmiga (Aveiro).
www.samuel-marques.com


MARGARIDA QUÍTALO, flauta

Margarida Quítalo, natural de França, iniciou os seus estudos musicais na École de Musique de Thonon-les-Bains. Em Portugal, estudou no Conservatório Regional de Música da Covilhã e na Escola Profissional de Música de Arcos do Estoril. Frequentou masterclasses em todo o país e estrangeiro (Suíça, Sion), com os professores: Trevor Wye, William Benett, Benedeck Csalog, Catherine Rawdon e Edwin Gordon. Foi membro efetivo da Orquestra Sinfónica Juvenil de 1996 a 2000 e colaborou com o Quarteto de Flautas “DAKAPO”. É membro e fundadora do Duo “MUSINOVIS” e do “Duo inTempo “.
Estudou na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe dos professores Anthony Pringsheim (flauta) e Fernando Fontes e Olga Prats (música de câmara), onde concluiu a Licenciatura em Flauta em 2000. Recentemente, terminou o Mestrado em Ensino da Música, na vertente de Formação Musical.
Foi professora de flauta transversal e música de câmara nas Oficinas de S. José, no Colégio Salesianos, em Lisboa, no Conservatório Regional de Música da Covilhã, na Associação de Cultura Canto Firme de Tomar e na Academia de Música e Dança do Fundão.
Atualmente é professora na Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi em Setúbal e no Conservatório Regional de Palmela. 


LUIZA DEDISIN, soprano

Luiza.jpg

Luiza Dedisin iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos em Chisinau (Moldávia), onde começou por estudar piano. Passou a residir em Portugal e continuou os seus estudos na Escola de Música do Conservatório Nacional e posteriormente na Escola Superior de Música de  Lisboa, tendo integrado a classe dos conceituados pianistas Tânia Achot e Jorge Moyano. Ao longo deste percurso foi desenvolvendo um crescente interesse pelo canto lírico. Nesta área, foi admitida na Escola de Música do Conservatório Nacional, onde estudou com a professora Filomena Amaro, na classe da qual concluiu o curso com a classificação máxima.
Atua regularmente em concertos e projetos a solo tanto em Oratório como Lied. Estreou-se em ópera como Bastienne em Bastien und Bastienne de W.A. Mozart no grande auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, dirigida pelo maestro Jorge Matta. Recentemente interpretou o papel de Elle em La Voix Humaine de F. Poulenc. Como membro do Coro Gulbenkian teve o privilégio de trabalhar com maestros de renome internacional tais como Joana Carneiro, Lawrence Foster, Bertrand de Billy, Thomas Hengelbrock, Simone Young, John Nelson, G. Rozhdestvensky, Ingo Metzmacher e Esa-Pekka Salono. Atualmente vive na Holanda, onde está a concluir os seus estudos vocais no Conservatório de Amsterdão, com a Professora Sasja Hunnego. 
www.luizadedisin.com


DIOGO ANDRADE, guitarra

Diogo Andrade é um dos mais promissores guitarristas portugueses da sua geração. Durante os últimos anos, apresentou-se a solo ou em ensemble em Portugal, Espanha, Itália, Bélgica, Alemanha e Holanda. Foi premiado em concursos nacionais e internacionais, participou em diversos festivais e colaborou com a RTP1, Antena 2 e Radio Punto e Limbug1. Participou em masterclasses com professores de renome como Pedro Rodrigues, Paulo Vaz de Carvalho, Dejan Ivanovic, Michel Sadanowsky, Margarita Escarpa, Jeremy Jouve, Judicael Perroy, Lorenzo Micheli, Andrea de Vitis, Goran Krivokapić, Jérôme Ducharme e Marcin Dylla. 
Começou, em 2005, os seus estudos em guitarra clássica no Conservatório de Música de São José da Guarda, na classe do Professor Hugo Simões e concluiu, em 2013, o 8º grau do Conservatório com as classificações mais elevadas. No mesmo ano foi admitido no Conservatorium Maastricht na classe do prestigiado professor Carlo Marchione. Frequenta também paralelamente a classe de técnica do Professor Roman Krejci. Desde 2014 é membro da Maastricht Guitar Society.
Foi premiado com a bolsa de mérito do Conservatorium Maastricht Foundation (2015/2016).
Atualmente é professor no United World College - Maastricht. Diogo Andrade toca guitarras do luthier grego Alkis Efthimiadis e usa cordas D'Addario / Savarez. 


MARIO PAGOTTO, composição

Mario Pagotto_0174logo bn.jpg

Mario Pagotto é professor de composição no Conservatório Nacional Jacopo Tomadini em Udine, Itália. É vencedor de inúmeros concursos nacionais e internacionais e a sua música tem sido apresentada em aclamadas temporadas de festivais e concertos em todo o mundo, como a Bienal (Trieste, Itália), Sonopoli (Veneza, Itália), Festival Internacional de Venezia della Pietà (Veneza, Itália), Soliste de l'atelier instrumental du XXe Siécle (Lyon, França), Chromas “Trieste Prima” (Trieste, Itália), Rive Gauche (Turim, Itália), Festival de Música Contemporânea (Pequim, China), Rai Nuova Musica 2004 (Turim, Itália), Nuovi Spazi Musicali (Roma, Itália), Sentieri Selvaggi (Milão, Itália), Orquestra Stagione Sinfonica Verdi (Milão, Itália), Vociferazioni (Trento, Itália), Stagione dell'Orchestra di Padova e del Veneto (Pádua, Itália), e em cidades como Viena, Londres, Istambul, Nova York, Boston e Baltimore. Pagotto tem recebido encomendas da Orquestra Sinfónica "G. Verdi" (Milão, Itália), Orquestra Sinfónica de Turim (Itália), Orquestra de Padova e del Veneto (Pádua, Itália), Ex Novo Ensemble e Ensemble Virtuoso Soloists of New York (Nova Iorque, EUA). As suas obras foram transmitidas pela Rai Radio 3, V Canale Filodiffusione e Rai Sat. Pagotto completou estudos em Musicologia, Composição e Direção Coral, estudando com Alessandro Solbiati e Franco Donatoni na Accademia Chigiana (Siena, Itália). Frequentou masterclasses na Universität Mozarteun (Salzburg, Áustria), Krakow Music Academy (Cracóvia, Polónia), Conservatório Superior de Música Joaquim Rodrigo (Valência, Espanha) e Academia de Música de Liubliana (Eslovénia).